Para ler Emmanuel Lévinas

Entre Nós

projet-eee.levinas03Filosofia – graças à Deus – não é uma tarefa solitária: não é sentando na mesa, abrindo 20 livros e lendo todos seguidos de uma vez que faz ela ter sentido. A gente precisa do Outro, de alguém que converse com a gente e muitas vezes nos oriente. Precisamos de “mestre” (professor). Nesse trabalho, não somos mestres de nós mesmos! Ainda mais quando se trata de um autor estrangeiro que importamos de outra cultura, outro estilo, outras crenças, outros modos de estruturar as frases para a nossa terra, nosso jeito, nossa gente. Para ler Lévinas não é diferente: alguns aspectos atrapalham um tanto uma primeira leitura

A escrita dele é propositalmente rebuscada e traz elementos da cultura religiosa judaica. Além disso, ele é “contra-sistema”, vai numa contramão absurda da corrente filosófica moderna (europeia). Outro fator é que, apesar de se opor ao sistema filosófico corrente, não tem como ultrapassar sua própria cultura:…

Ver o post original 1.252 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s