Sartre: Dinâmicas da corrupção** (Leitura de fim de noite)

Liberdade! Liberdade!

Sartre

zanattaJacir Alfonso Zanatta*

Racismo, desigualdade social, corrupção e poder fazem parte da trama montada por Jean-Paul Sartre no livro “A Prostituta Respeitosa”. Uma peça de teatro estreada em Paris no dia 8 de novembro de 1946 e no Brasil em 5 de dezembro de 1948. Este pequeno livro com 83 páginas mostra a face polêmica e carismática de um dos maiores intelectuais do século 20. Existencialista e ateu, Sartre se envolvia com as questões política de seu tempo, mostrando que é possível ser intelectual sem perder o engajamento social.

Um livro atual que revela todas as artimanhas utilizadas pelos donos do poder para corromper e para fazer com que as pessoas menos instruídas não percebam que estão sendo enganadas. Um opúsculo que mostra que em tempos de calamidades, a humanidade encontra um sombrio consolo no desespero, na náusea e na negação de toda esperança. Uma obra que escancara todos os…

Ver o post original 631 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s